Está começando hoje a série de textos com informações sobre países variados ao redor do mundo! Com o nome de World Wide History (História do mundo todo), começamos hoje a série que terá continuidade semanal, saindo todas as terças-feiras. Cada semana um país diferente até completarmos o globo todo (quem sabe!). O pais escolhido de hoje é a Espanha!

Espanha

Características:

A Espanha e um país situado na Europa meridional, na península Ibérica junto com Gilbratar, Portugal, Andorra e uma pequena parte da frança ela possui uma área de 504.030 km² (Sim menor que os 585.522 km² de Minas Gerais) uma população de mais de 47 milhões de habitantes o país vive de uma democracia organizada sob a forma de um governo parlamentar sob uma monarquia constitucional nesse caso possuindo um Rei, Filipe VI que comanda chefatura do Estado e o mando supremo das Forças Armadas, e um Presidente Mariano Majoy que faz o papel equivalente ao de um primeiro-ministro. Possui o nono PIB mais elevado do mundo e possui o 23.º melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do mundo, a Espanha possui uma série de idiomas devido a sua diversidade sendo eles o oficial Espanhol ou Castelhano falado por praticamente toda a população, o Catalão (entre 9 a 17%), Galego (5 a 7%) e o Basco ou Euskera falado por apenas 1%.

download

Chegando perto do assunto principal do texto chegamos as subdivisões espanholas, o país e dividido em 17 comunidades autônomas e as duas cidades autônomas de Ceuta e Melilla elas são :

·  Andaluzia (Andalucía) (capital: Sevilha)

·  Aragão (Aragón) (capital: Saragoça)

·  Principado das Astúrias (capital: Oviedo)

·  Ilhas Baleares (capital: Palma de Maiorca)

·  País Basco (capital: Vitória-Gasteiz)

·  Ilhas Canárias (capitais das províncias):
(Las Palmas de Gran Canaria e Santa Cruz de Tenerife)

·  Cantábria (capital: Santander)

·  Castela-La Mancha (capital: Toledo)

·  Castela e Leão (capital: Valladolid)

·  Catalunha (capital: Barcelona)

·  Ceuta (cidade autônoma)

·  Estremadura (capital: Mérida)

·  Galiza (capital: Santiago de Compostela)

·  Comunidade de Madrid (capital: Madrid)

·   Melilha (cidade autônoma)

·   Região de Múrcia (capital: Múrcia)

·  Comunidade Foral de Navarra  (capital: Pamplona)

·  La Rioja (capital: Logronho)

·  Comunidade Valenciana (capital: Valencia)

Mapa_Espanha_CC_AA

Além das duas cidades autônomas , quatro delas (GalizaPaís BascoAndaluzia e Catalunha) possuem condição de “Nacionalidades Históricas” reconhecidas na Constituição, juntamente com um “Estatuto de autonomia”, o que reverte num maior poder e capacidade de decisão e soberania com respeito às outras comunidades.

Falando um pouco sobre a cultura em geral do país, a Espanha é o quarto país na lista dos mais visitados do mundo e o segundo que arrecada mais com o ramo do turismo sendo Barcelona a cidade mais visitada, sendo assim um país com um número muito grande de atrativos sendo também o segundo na lista de patrimônios da humanidade pela UNESCO com um total de 40 sendo superado apenas pela Itália. Esses patrimônios são marcados por grandes cidades históricas de mais de 1000 anos e por pinturas rupestres diversas como por exemplo:

O País e marcado na sua literatura por Miguel de Cervantes, famoso escritor de Dom Quixote obra fundamental na literatura ocidental, no ramo da música temos o principal instrumento musical com origem lá a Guitarra. No Esporte a Espanha é famosa no ciclismo com a Volta da Espanha, uma das três grandes voltas do ciclismo mundial junto com o giro d’Itália e Tour de France, no Futebol a seleção espanhola foi campeã da copa de 2010 e da Eurocopa de 2008 e 2012, além de possuir 3 dos melhores times do mundo na atualidade (Real Madrid, Atlético de Madrid e Barcelona)

Movimentos Separatistas Espanhóis

Precisamos voltar um pouco na história para entendermos os motivos para a Espanha ser responsável por tantos movimentos separatistas, claro dando ênfase aos mais conhecidos como o País Basco e a Catalunha.

Basicamente esses movimentos nacionalistas possuem raízes históricas desde a criação do Reino da Espanha como, por exemplo, na Catalunha No final do século IXCarlos II (ou Carlos, “o Calvo”) nomeou Vifredo, o Veloso Conde de Barcelona e Gerunda que manteve esse formato de reinado passando por hierarquia até o século XVIII porém o verdadeiro foco desse nacionalismo é na guerra civil espanhola (1936-1939)

A 3 anos de uma guerra mundial o mundo vivia uma situação conflitante e as tensões da primeira guerra ainda eram visíveis porém na Espanha a situação nacional era um pouco pior o que culminou em uma guerra onde tínhamos o lado da Frente Popular marcados pelo povo de Esquerda (devemos ressaltar que além dos comunistas e anarquistas os democratas também constituíam esse grupo) e a frente nacionalista de Galiza, País Basco e Catalunha defendendo a atual posição criada pela Segunda República Espanhola (1931) já o outro lado os Nacionalistas compostos pelos monarquistas, Carlistas etc que eram comandados por Francisco Franco com a visão totalmente fascista implantada já na Europa há algum tempo.

26jan14

O lado Facista de Franco saiu vitorioso após um golpe de Estado em Madri em 26 de Março de 1939 e logo Após Valencia, Alicante e Murcia caem e em 1 de abril a guerra tem seu fim com o regime fascista de Franco sendo instalado basicamente todos os movimentos separatistas foram fortemente repreendidos e impedidos de usarem seu idioma por cerca de quatro décadas esse fato amargura o maior sentimento libertário de cada cidadão trazendo à tona certos movimentos violentos como por exemplo o ETA  Euskadi Ta Askatasuna vindo do Basco que siginifica Pátria Basca e Liberdade que foi um grupo paramilitar separatista considerado por muitos países como um grupo terrorista que em 2011 decretou seu fim ou melhor seu cessar-fogo.

tregua_0910_reuters

Vários movimentos por Independência foram estabelecidos ao decorrer dos anos inclusive um mais recente o Referendo sobre a independência da Catalunha de 2014 que iria conter uma pergunta com duas partes: “Quer que a Catalunha seja um Estado?” e “Se sim, quer que este Estado seja independente? Porém ela foi vetada pelo governo Espanhol por motivos de constituição.

No momento esses movimentos utilizam os esportes principalmente o futebol como modo de alertar ao mundo seus objetivos e seu “nacionalismo” um bom exemplo foi a final da Copa Do Rei onde os dois participantes Athletic de Bilbao ( representante do País Basco) e Barcelona (representante catalão) vaiaram em união o hino espanhol durante o início do jogo como forma de protesto.

Apesar da importância da cultura desses países serem mantidas eles ainda possuem certa dependência da Espanha os estudiosos políticos consideram que a tendência é que eles não consigam suas independências durante os próximos anos por motivos de forte apoio a Espanha da ONU (Organização das Nações Unidas) e pela União Européia.

Qual o próximo país que você gostaria de ver aqui? Deixe aí nos comentários! Compartilhe esse texto com mais pessoas, e até semana que vem!

Anúncios