Nova Zelândia

 

Nova Zelândia é um país insular, oficialmente pertencente à Oceania, no sudoeste do Oceano Pacífico, formado por duas massas de terra principais (comumente chamadas de Ilha do Norte e Ilha do Sul) e por numerosas ilhas menores, sendo as mais notáveis as ilhas Stewart e Chatham. O nome indígena na língua maori para a Nova Zelândia é Aotearoa, normalmente traduzido como “A Terra da Grande Nuvem Branca”. Os domínios da Nova Zelândia também incluem as Ilhas Cook e Niue (que se autogovernam, mas em associação livre); Tokelau; e a Dependência de Ross (reivindicação territorial da Nova Zelândia na Antártida).

Nova-Z10
Bandeira do País

A Nova Zelândia é notável por seu isolamento geográfico: está situada a cerca de 2 000 km a sudeste da Austrália, separados através do mar da Tasmânia e os seus vizinhos mais próximos ao norte são a Nova CaledôniaFiji e Tonga. Devido ao seu isolamento, o país desenvolveu uma fauna distinta dominada por pássaros, alguns dos quais foram extintos após a chegada dos seres humanos e dos mamíferos introduzidos por eles.

A maioria da população da Nova Zelândia é de ascendência europeia (67,6%), sobretudo britânica, enquanto os nativos maoris, ou seus descendentes, são minoria (14,6%). Asiáticos e polinésios não-māori também são grupos de minoria significativa (16,1%), especialmente em áreas urbanas. A língua mais falada é o inglês, trazida pelos colonizadores britânicos, embora também sejam consideras idiomas oficiais línguas nativas, como a língua māori. O país possui uma área de 268 680 km², uma população de 4 414 400 habitantes, Um PIB de US$ 201,028 bilhões (R$ 735,940 bilhões) e uma renda per capita de US$ 44 294 (R$ 162.155) .

Isabel II, como rainha da Nova Zelândia e de outros quinze países da comunidade britânica, é a chefe de estado do país e é representada por um governador-geral cerimonial, que detém poderes de reserva.[6] A rainha não tem nenhuma influência política substancial e sua posição é essencialmente simbólica. O poder político é mantido pelo parlamento da Nova Zelândia, sob a liderança do primeiro-ministro (Bill English), que é o chefe de governo do país.

download
Rainha Isabel II

 

A Nova Zelândia se subdivide em 16 regiões:

Hoje, a Nova Zelândia tem 12 conselhos regionais para a administração de assuntos ambientais e de transportes, e 74 autoridades territoriais que administram as estradas, o saneamento básico, as autorizações de construção e outros assuntos locais. As autoridades territoriais são 16 conselhos de cidade, 57 conselhos de distrito e o Conselho das Ilhas Chatham. Quatro dos conselhos territoriais (uma cidade e três distritos) e o Conselho das Ilhas Chatham também exercem as funções de conselho regional, e são assim conhecidos como autoridades unitárias. Os distritos das autoridades territoriais não são subdivisões dos distritos dos conselhos regionais, e alguns atravessam as fronteiras dos conselhos regionais.

·         Auckland

·         Bay of Plenty

·         Canterbury

·         Gisborne

·         Hawke’s Bay

·         Manawatu-Wanganui

·         Marlborough

·         Nelson

·         Northland

·         Otago

·         Southland

·         Taranaki

·         Tasman

·         Waikato

·         Wellington

·         West Coast

 

História

550px-Commonwealth_Realms_map
Países da Commonwealth

Desde então o País prosperou e hoje e bastante industrializado e desenvolvido tendo a 13° maior IDH do mundo 0,915 além de se posiciona muito bem em comparações internacionais sobre desenvolvimento humano, qualidade de vidaesperança de vidaalfabetizaçãoeducação públicapaz, prosperidadeliberdade econômica, facilidade de fazer negócios, falta de corrupçãoliberdade de imprensademocracia e proteção das liberdades civis e de direitos políticos. Suas cidades também estão entre as “mais habitáveis do mundo”.

Devido ao seu isolamento relativo, a Nova Zelândia desenvolveu um ecossistema único, cuja característica mais distinta consistia na ausência, até à colonização polinésia, de quaisquer mamíferos terrestres, à exceção de três espécies de morcegos. Muitos dos nichos ecológicos que normalmente teriam sido ocupados por mamíferos eram ocupados por aves, incluindo o kiwi (incapaz de voar) e a moa.

As moas, agora extintas, podiam crescer até uma altura de três metros. O kiwi e a Cyathea dealbata, característicos das florestas nativas deste país são símbolos nacionais. A Nova Zelândia é também o lar do tuatara, uma espécie antiga de réptil, e do weta, um insecto que pode atingir mais de oito centímetros de comprimento.

A maioria dos códigos esportivos jogados na Nova Zelândia tem origens inglesas. Golfenetballtênis e críquete são os quatro primeiros esportes coletivos, sendo o futebol o mais popular entre os jovens e o rugby o que atrai mais espectadores. Vitoriosas turnês de rugby pela Austrália e pelo Reino Unido no final dos anos 1880 e início dos anos 1900 desempenharam um papel importante no início da formação da identidade nacional do país, embora a influência do esporte tenha decaído. O turfe também foi um esporte popular e tornou-se parte da cultura “Corrida, Rugby e Cerveja” durante a década de 1960. A participação dos māori em esportes europeus é particularmente evidente no rugby e a equipe do país realiza a haka (desafio tradicional maori) antes dos jogos internacionais.

download (1)
Haka dos All Blacks

A Nova Zelândia tem equipes competitivas internacionais no rugby, netball, críquete e softball e tradicionalmente tem bom desempenho no triatloremoiatismo e ciclismo. O país também tem um bom desempenho na proporção de medalhas em relação à população nos Jogos Olímpicos e nos Jogos da Commonwealth. A Seleção Neozelandesa de Rugby é frequentemente considerada como a melhor do mundo e é a detentora de várias vitórias na Copa do Mundo de Rugby. O país é conhecido por sua forte tradição em esportes radicaisturismo de aventura e montanhismo. Outras atividades ao ar livre, como ciclismopescanataçãocorridacanoagemcaça, esportes de neve e surf também são populares.

cristianismo é a religião predominante na Nova Zelândia. No censo de 2006, 55,6% da população se identificou como cristã, enquanto que 34,7% não tinham religião (de 29,6% em 2001) e cerca de 4% eram afiliados com outras religiões.

 

A população e marcada pelo povo Maori, nativos da ilha que habitam ela desde aproximadamente 10 e 800 D.C e como o país foi um dos últimos a serem colonizados no mundo a esse contato até hoje com a grande cultura desse povo

 

Cultura Maori

 

Os Maoris desde a colonização mantinham certo contato com os colonizadores Em 1830 estimava-se que o número de europeus vivendo entre os maoris fosse de cerca de 2.000. As posições dos recém-chegados variavam de escravos a conselheiros de alto nível, de prisioneiros a outros que abandonaram a cultura européia e se identificaram como maoris. Durante esse período ocorreu a guerra dos Mosquetes que devido a aquisição de mosquetes pelas tribos em contato com os europeus, causou o desequilíbrio de poder entre as tribos maoris, e começou um período de guerra sangrenta, inter-tribal

A organização social era em grande parte comum com as famílias (whanau), sub-tribos (hapu) e tribos (iwi) governadas por um chefe (rangatira), cuja posição era sujeita à aprovação da comunidade.[198] Os imigrantes britânicos e irlandeses trouxeram aspectos de suas própria culturas para a Nova Zelândia e também influenciaram a cultura māori,  particularmente com a introdução do cristianismo.

A Cultura Maori hoje e mantida e protegida pelo Império Māori ou Reino Māori é uma monarquia sub-nacional inserida na Nova Zelândia onde representa a soberania das tribos māori sobre suas reservas.

download (2)
Bandeira do Império Maori

Seu rei é Tuheitia Paki, e está localizado na Ilha do Norte na Nova Zelândia.

Os māoris reivindicaram soberania em reação a destruição da identidade neozelandesa primitiva, foi criado em 1858 e sua capital é Ngaruawahia, houve sete reis no reino até à data de hoje que foram.

 

No mundo somos levados a cultura maori através dos esportes e principalmente pela seleção Neozelandesa de Rugby (All Blacks) que transmite em cada jogo o famoso Haka que é uma dança típica que Geralmente demonstram a paixão, o vigor masculino e a identificação com a raça. É usada tanto para dar boas vindas a visitantes quanto a tribos inimigas. Existem várias formas sendo a mais famosa o Ka mate:

 

A “Ka Mate” começa com uma série de cinco instruções preparatórias, gritadas pelo líder:

·         “Ka Mate”
Líder: Ringa pakia! Coloquem as mãos contra as coxas!
Uma tiraha! Estufem o peito!
Turi whatia! Dobrem os joelhos!
Hope whai ake! Façam o mesmo com o quadril!
Waewae takahia kia kino! Batam os pés o mais forte que puderem!
Líder: Ka mate, ka mate É a morte, é a morte!
Time: Ka ora É a vida! (ou “Eu vivo!”)
Líder: Ka mate, ka mate É a morte, é a morte!
Time: Ka ora É a vida!
Todos: Tēnei te tangata pūhuruhuru Este é o homem peludo…
Nāna i tiki mai whakawhiti te rā …Que fez com que o sol brilhasse novamente para mim
Upane…Upane Suba a escada, suba a escada
Upane Kaupane” Suba até o topo
Whiti te rā,! O sol brilha!

 

Diferente de outras tribos os Maoris com certeza são a mais preservadas que permanecem com a sua cultura e não deixaram serem dominados diferentes das outras colonizações existentes como os Incas e Maias, a existência dela e motivação pra permanência de grandes tribos no Brasil e em todo mundo e principalmente a continuação de sua cultura.

Kapa02

Anúncios